Cruzeiro do Sul

CZS

Fundada pelo General Gregório Thaumaturgo de Azevedo como capital do departamento do Alto Juruá, a cidade de Cruzeiro do Sul ocupou inicialmente o lugar chamado de Invencível. A atual sede deste município foi estabelecida posteriormente no dia 28 de setembro de 1904, na margem esquerda do Rio Juruá, onde foi desapropriado o seringal Centro Brasileiro. Seu nome faz referência à constelação de Cruzeiro do Sul. O fundador da cidade também estabeleceu o traçado urbano inicial, com largos bulevares e quarteirões bem definidos. Por causa da quantidade de igarapés que cortam a cidade, ela foi tratada nos anos iniciais, como a Veneza Acreana.

A região foi visitada por brancos, pela primeira vez, por volta de 1857, que se depararam com a resistência das tribos indígenas locais no Estirão do Náuas (hoje parte do município de Rodrigues Alves) que se tornou limite para ocupação da região. A expressão Terra dos Náuas, como é conhecida a região, mantém viva essa expressão de nativismo e resistência de sua população.

Atualmente, o município de Cruzeiro do Sul é o segundo mais populoso do Acre. Ele representa o pólo econômico do Vale do Juruá e possui uma forte ligação econômica com a cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, para onde é transportado por balsa o principal produto regional, a famosa farinha de Cruzeiro do Sul.

O município localiza-se no noroeste do Estado e faz limite ao norte, com o Estado do Amazonas; ao sul, com o município de Porto Walter; ao leste, com o município de Tarauacá e a oeste, com os municípios de Mâncio Lima, Rodrigues Alves e com o Peru.

O acesso por terra é possível pela BR-364, durante os meses secos (de julho a setembro), por via fluvial (de Manaus) pelo rio Juruá e por via aérea, de Rio Branco, Manaus e Pucallpa, no Peru (250 km), com quem a cidade mantém um intercâmbio comercial.

Fonte: Atlas do Estado do Acre


Saiba mais sobre a cidade:

Hino de Cruzeiro do Sul

Informações Gerais


Compartilhar: