Meu Rosto em Teu Olhar

Meu rosto em teu olhar
E o teu no meu reflete
E do mante do rosto
O coração se veste
Um par de hemisférios
Que melhor se complete
Onde há sem norte
Ou declinante oeste?

Em desigualdade
Tudo o que morre está
Se nosso amor é um só
E formamos um par
De amor tão igual e forte
Ninguém morrerá.

Fonte: Filme “Tristão e Isolda”